Dicas para sair de um momento de depressão

Atualizado: 1 de Jun de 2019

O que pode ser feito para sair de uma depressão? Primeiramente, o que precisamos saber é que a depressão é basicamente ter pensamentos negativos sobre nós mesmos, sobre o mundo e o futuro. Quando tais pensamentos duram bastante tempo, produzem grande desconforto tanto em quem sofre como naqueles que o rodeiam. Sentimentos de fracasso, apatia, tristeza e não encontrar prazer em atividades que, normalmente nos causam emoções positivas, são os mais característicos da depressão.

Em casos de depressão, há uma mudança nas emoções e comportamentos. Embora possa acontecer gradualmente, a pessoa que sofre com depressão se torna diferente do que era antes. Pode ter atitudes contrárias a busca do bem-estar. Em alguns casos, ao invés de buscar o sucesso, torna-se passiva, fica triste, melancólica e se isola. Geralmente tem dificuldade em adormecer, passa a acordar muito cedo ou quer dormir o dia todo.


Dicas para sair de uma depressão

Aqui estão algumas práticas que não são apenas recomendadas para aqueles que estão passando por um período depressivo, mas também para todos que não apresentam qualquer transtorno de humor e querem aumentar sua capacidade de enfrentar os desafios da vida, ampliando sua assertividade, inteligência emocional, energia pessoal ou capacidade para aceitar diferentes estados emocionais. Confira!

1 – Exercícios

Pessoas em depressão geralmente não querem estar ativas. Mas o hábito de exercitar-se trará uma perceptível e positiva mudança no seu humor. Quando realizamos atividades físicas, nosso organismo aumenta o nível de endorfina, que são os hormônios que permitem sentir alegria e bem-estar. Sem contar que os exercícios permitem aumentar nosso nível de energia física e mental, desfocando a mente dos pensamentos negativos.


2 – Pensamentos positivos

Essa prática é muito utilizada pelos psicólogos da orientação cognitivo comportamental. Ela consiste em aprender a identificar pensamentos negativos, que tendem a ser automáticos e semi-inconscientes. Geralmente são breves e muito tóxicos, por exemplo, "eu sou estúpido", "eu nunca vou melhorar", " eu sou incapaz", etc.

Uma vez identificado este tipo de pensamento, você deve aprender a substituí-los por outros que sejam realistas, lógicos e positivos. Por exemplo, se fiz algo errado, em vez de pensar "sou idiota", deve-se aprender a dizer a si mesmo: "Cometer um erro não significa que sou idiota". Para realizar esta prática corretamente, você pode registrar por escrito seus pensamentos negativos e mudar para pensamentos realistas e positivos.

3 – Desenvolvimento da autoestima

Com uma boa autoestima, torna-se muito difícil o desenvolvimento da depressão. E a prática para o desenvolvimento da autoestima é a identificação e eliminação de pensamentos autocríticos. Você é seu maior inimigo quando se “ataca” com pensamentos críticos. Você tem que aprender a falar consigo mesmo de maneira respeitosa. Tratar-se bem, como um bom pai ou mãe que transmite sua afeição, apoio e apreço, é fundamental para desenvolver sua autoestima.

4 – Desenvolver a assertividade

Assertividade é uma postura comportamental diante das pessoas e de situações cotidianas. Ao contrário do que muita gente pensa, não está ligada ao que é certo ou errado, e sim à nossa maneira de expor e defender nossas posições. Se você tiver dificuldade em reafirmar seus pontos de vista diante dos outros, saber como dizer "não" a um pedido abusivo ou tomar iniciativas, talvez seja necessário aprender a desenvolver sua assertividade. Se você se sentir incapaz de responder às demandas abusivas dos outros, isso pode fazer com que você se sinta fraco e inseguro. Dessa forma acabará criticando a si mesmo no lugar de ter um olhar crítico sobre as opiniões ou atitudes dos outros.

5 – Inteligência emocional

Saber aceitar e tolerar diferentes estados emocionais, mesmo que sejam negativos, será uma das melhores vantagens com as quais você pode contar na vida. Se você tem ansiedade, tristeza, medo ou raiva e pode "controlar" essas emoções, você será uma pessoa com boa capacidade de autocontrole. E se você souber tolerar e aceitar emoções negativas, poderá ter uma maior capacidade de desfrutar de emoções positivas.

6 – Enfrentar situações

Existem muitas pessoas com alto nível de evitação. Isto é, elas fogem de situações que envolvem um alto nível de desconforto. Pode ser um encontro com pessoas que nos fazem sentir inseguros, uma pessoa que nos atrai mas achamos que pode nos rejeitar, o compromisso em um relacionamento de casal, aquela conversa mais séria com a amiga ou namorado, entre muitas outras coisas.

Este ato de evitar é um mecanismo de defesa que "protege" a curto prazo de não sentir medo ou ansiedade. Porém a médio prazo pode arruinar as conquistas na vida, pois qualquer objetivo que supõe certo grau de medo é evitado e frustrado. E a depressão também é nutrida pela evitação.

7 – Estabelecer objetivos

Uma das características típicas da depressão é a perda da credibilidade dos sonhos. As pessoas precisam sempre sonhar, por maiores ou menores, que possam alcançar na vida, para serem estimuladas. Saber estabelecer planos será um estímulo importante para superar a depressão, bem como um incentivo para superar obstáculos na vida.

8 – Relaxar

Outra técnica excelente é o relaxamento. Ela é fundamental para você aprender a soltar os músculos e também a mente. Quando o corpo está relaxado, sua capacidade emocional é mais suave e sua maneira de pensar se torna menos negativa, apreensiva ou obsessiva.

9 – Aprender a passar um tempo com você

Quando você está deprimido, é essencial que se concentre em algo que faça você se sentir melhor. Pode ser qualquer coisa que lhe dê prazer, como meditar, assistir a um filme ou uma série de televisão, um passeio no parque para dar uma caminhada ou levar seu animal de estimação, desfrutar de sua refeição predileta ou mesmo dedicar um momento para ler um bom livro.

10 – Solucionar problemas

Muitas depressões têm sua origem em uma dificuldade de resolver os problemas que a vida nos traz. Aprender a avaliar situações para saber como ver o que é bom e o que é ruim em nossas decisões ajudará a saber como escolher corretamente, influenciando em nossa autoestima e estado de espírito.

Saber como resolver os diferentes problemas que surgem em nosso caminho é algo que podemos aprender. Trata-se de desenvolver a habilidade de avaliar adequadamente os prós e contras implícitos em qualquer tomada de decisão, a fim de escolher da melhor maneira possível, e se errar, tudo bem, você sempre terá uma nova chance.

66 visualizações

Rua Domingos de Morais, 2781, conj. 310

04035-001, Vila Mariana, São Paulo, SP

Ao lado da estação metrô Santa Cruz

Estacionamento gratuito no local

whatsapp-512.png
  • icone_facebook
  • icone_instagram

© 2019 | site da Clínica de Psicologia Nodari.