Diferenças básicas entre tristeza e depressão

Atualizado: 10 de Dez de 2019



Todo mundo já ficou triste. A tristeza faz parte do nosso repertório emocional. Mas quando falamos de depressão, a coisa é diferente. A depressão não é uma simples reação emocional, mas sim um transtorno psicológico.


Hoje em dia, muitas pessoas dizem que estão "deprimidas" quando, na realidade, estão passando por um momento ruim e, simplesmente, estão tristes. A depressão é um transtorno mental e, para diagnosticá-la, é necessário cumprir vários critérios acordados pela comunidade científica internacional.


Ficar triste é normal


Tristeza ou mau humor é um dos sintomas mais frequentes da depressão, é verdade, mas nem toda tristeza é sinônimo de depressão. A tristeza é uma reação normal a uma perda, como o fim de um relacionamento, a morte de um ente querido, ficar desempregado, ter que desistir de certos projetos futuros, etc.


Porém, a tristeza geralmente é temporária, não afeta a vida diária tanto quanto a depressão, e não produz as mesmas mudanças bioquímicas e estruturais no cérebro.


Em contrapartida, se uma pessoa passa por um momento particularmente triste e também tem a infelicidade de ter outros fatores de risco, como maior predisposição genética, solidão, pouco apoio social ou altos níveis de estresse, a tristeza pode se transformar em uma bola de neve e acabar num caso de depressão.


A depressão nos impede de sentir prazer. Ela nos faz ver o futuro de maneira pessimista e, em casos extremos, atrai pensamentos relacionados ao fim de nossa vida como alternativa ao sofrimento. Um passo perigoso para o suicídio.


Diferenças entre tristeza e depressão


Você se sente muito triste ou deprimido? Embora a tristeza seja parte da depressão, é necessário que aprendamos a diferenciar os dois termos, pois há diferentes maneiras para tratar cada uma das situações. Uma pessoa que é muito triste, muitas vezes diz que está deprimida, porém pode se tratar de um estado emocional temporário causado por um motivo específico.


A diferença entre tristeza e depressão está basicamente no seguinte:


- A tristeza é um estado transitório de espírito que aparece quando pensamos em qualquer situação que nos causa dor e pode ser ocasionado por uma rejeição, por se sentir decepcionado, por perder um ente querido, por uma doença, etc.

- A depressão é um distúrbio psicológico em que a pessoa experimenta uma tristeza patológica profunda e duradoura, tornando-se incapaz de sentir prazer ou até de realizar suas atividades diárias. Entre os sintomas da depressão estão a falta de energia, dificuldade de concentração, distúrbios do sono, sentimentos de vazio e desesperança, entre outras sensações que geram um grande desconforto.


- A tristeza é um estado de humor transitório, que aparece devido a alguma situação difícil ou dolorosa.

- A depressão pode aparecer sem justificativa, devido à falta de produção de alguns neurotransmissores no cérebro.


- Todos nós experimentamos na vida uma emoção tão comum e normal quanto a tristeza.

- Nem todas as pessoas experimentarão depressão durante suas vidas.


- A depressão requer tratamento.

- A tristeza não requer tratamento.


Uma vez que sabemos a diferença entre tristeza e depressão, é importante falar sobre o tratamento do distúrbio. As pessoas que sofrem de depressão devem procurar um terapeuta, e o tratamento mais adequado para a depressão é a psicoterapia, especialmente a Terapia Cognitivo Comportamental.


O objetivo desta terapia é aliviar e reduzir os sintomas associados à depressão, de modo que a pessoa possa gradualmente retornar às suas atividades diárias e aumentar seu bem-estar emocional.


Neste tipo de terapia são trabalhados todos aqueles pensamentos irracionais e negativos que repercutem na maneira como nos sentimos. Isso acontece através da reestruturação cognitiva, onde os pensamentos prejudiciais são modificados para outros mais objetivos e positivos.


Trabalha-se também com exercícios de ativação, nos quais a proposta é realizar algumas atividades físicas com as quais o paciente mais se identifique. Os exercícios fornecerão ferramentas para lidar com uma possível recaída. A Terapia Cognitivo Comportamental também atua na melhora da autoestima, além de questões específicas que estão causando os conflitos. A duração da terapia depende do caso individual de cada pessoa e da gravidade da situação. #Psicologia #Psicóloga #VilaMariana #Tristeza #Depressão #Psicoterapia

Rua Domingos de Morais, 2781, conj. 310

04035-001, Vila Mariana, São Paulo, SP

Ao lado da estação metrô Santa Cruz

Estacionamento gratuito no local

whatsapp-512.png
  • icone_facebook
  • icone_instagram

© 2019 | site da Clínica de Psicologia Nodari.