Nosofobia – ansiedade gerada pelo medo de adoecer

Atualizado: 5 de Ago de 2019



Nosofobia é uma palavra de origem grega e se trata uma fobia específica. Fobos era a personificação do medo, foi filho de Ares, Deus da guerra, e de Afrodite, a deusa do amor.  Existem vários tipos de fobias, medos irracionais de situações que geralmente não apresentam nenhum tipo de risco.


Pessoas que possuem nosofobia são atormentadas pelo medo de adquirir uma doença específica no futuro. Não acreditam nas evidências e conclusões médicas no presente ou por meio de um pensamento antecipado e irracional, sofre pela expectativa desse diagnóstico a qualquer momento.


A nosofobia é um distúrbio de sintomas somáticos, também considerada um transtorno de ansiedade gerada pelo medo de adoecer. Apresenta várias limitações ao paciente, que passa a crer nos sintomas físicos, apresenta comportamentos evitativos e vive imerso nessa intensa ansiedade por um diagnóstico que não existe.


A seguir falarei sobre a nosofobia, quais são os principais sintomas, tratamentos e as pessoas mais acometidas por esse tipo de transtorno fóbico.


Nosofobia e Hipocondria – quais são as diferenças?


A hipocondria é um transtorno conhecido popularmente. Os seus sintomas são comportamentais e movidos por falsas crenças de que existe uma ou mais doenças que ainda não foram descobertas pelos especialistas.


Distimia é um transtorno confundido com mau humor e personalidade difícil; saiba mais


Portanto, a pessoa que sofre de hipocondria realiza baterias de exames desnecessárias frequentemente, sente dores em várias regiões distintas e discorda, quando o médico diz que ela está livre de qualquer problema de saúde.


Perceba que existe a falsa crença, no entanto, o paciente hipocondríaco não possui medo do diagnóstico e se trata de algo do presente, não está imerso em ansiedade ou a espera de alguma doença no futuro, como ocorre no quadro de nosofobia.


Em casos de nosofobia vai existir o medo de adquirir uma doença específica e esse receio atormenta a vida da pessoa. Se ainda não existe o diagnóstico, terá a absoluta crença de que a qualquer momento a doença será apresentada pelos especialistas.


A partir desse esquema de pensamento distorcido, quem possui nosofobia vai adquirir comportamentos evitativos. Exemplo: evitar situações que ele acredita que possa aumentar as chances de adquirir a doença.


Essas situações estão relacionadas a mudanças bruscas nos hábitos, principalmente alimentares e no estilo de vida. Leu em algum lugar que comer determinado alimento ou escovar os dentes com creme dental, por exemplo, causa câncer.


Tende a fazer buscas incessantes por informações na internet e literatura sobre a doença específica. A pessoa acumula vários tipos de informações a respeito e não possui fundamentos analíticos e racionais para questionar a veracidade.


Portanto, o esquema de pensamento automático geralmente consiste em utilizar dessas incessantes leituras para combater o possível diagnóstico no futuro.


Origem do medo e quadros de nosofobia


Embora não exista uma causa específica, a nosofobia pode ter relação com traumas ou situações que fizeram parte da vida da pessoa. Como exemplo, a perda de um parente próximo ou amigo que foi acometido por essa mesma doença.


Sinais de ansiedade que não devem ser ignorados.


Passa a construir esquemas cognitivos irracionais e ser atormentada pelo medo desse diagnóstico. Pesquisa todo tipo de informação a respeito do tema e sem nenhum tipo de filtro racional adere às diversas restrições com intuito de combater uma possível doença.


Alguns exemplos comportamentais de nosofobia:


  • Fica aflito com qualquer problema de saúde, mesmo os mais corriqueiros, como gripes;

  • Evita extremamente o contato com germes ou situações que acredita que possa facilitar a transmissão;

  • As consultas médicas são atormentadoras, pois gera um medo intenso de diagnósticos fatais ou a confirmação de uma doença específica que tanto teme;

  • Rumina frequentemente sobre o próprio estado de saúde;

  • Realiza consultas médicas esporádicas, mesmo na ausência de algum sintoma específico. A intensa ansiedade permeia desde a marcação da consulta, até os resultados dos exames;


Fatores de riscos para a nosofobia


A cibercondria é um tipo de ansiedade gerada através das frequentes pesquisas realizadas na internet sobre vários tipos de doenças e seus sintomas. Pessoas com pré-disposição a ansiedade por medo de adoecer, intensificam os sintomas do transtorno ao buscar por esses informações durante várias horas do dia.


Outro fator de risco relacionado a nosofobia, é a prevalência do transtorno em pessoas que atuam com pesquisas na área da saúde ou trabalham no setor, como médicos, enfermeiros e demais especialistas.


A exposição repetida aos quadros no cotidiano ou a vivência em situações traumáticas com a própria saúde, também podem desencadear o transtorno.


Tratamentos indicados


A Terapia Cognitivo-Comportamental possui abordagens que contribuem no controle da ansiedade trabalhando principalmente as falsas crenças de um futuro diagnóstico.


Métodos de relaxamento e respiração, visualização e afirmação positiva são alguns exemplos que serão apresentados durante o tratamento psicoterápico. Através dos exercícios acompanhados, o paciente tomará consciência sobre os pensamentos automáticos e receberá auxílio para reformulá-los de acordo com a realidade.  


Se existir a presença de situações traumáticas que ocorreram em algum momento pode ser aplicada a atividade do Uso da Imaginação. Um exercício cognitivo que permite que o paciente imagine a cena conflitante e reestruture a experiência a partir de novas respostas conscientes e racionais.


Dependendo do nível de ansiedade, sobretudo durante a terapia um psiquiatra poderá ser indicado para ver a necessidade de tratamento farmacológico. Geralmente, tanto a psicoterapia, como a medicação são opções de tratamento para os quadros de transtorno de ansiedade e fobias.


#Nosofobia #Psicologia #Psicóloga #Medo #Adoecer

400 visualizações

Rua Domingos de Morais, 2781, conj. 310

04035-001, Vila Mariana, São Paulo, SP

Ao lado da estação metrô Santa Cruz

Estacionamento gratuito no local

whatsapp-512.png
  • icone_facebook
  • icone_instagram

© 2019 | site da Clínica de Psicologia Nodari.