O que a preocupação com o futuro significa?


Será que a excessiva preocupação com o futuro pode ser o sintoma de algum outro problema?


Tem algo a ver com nosso comportamento? Ou com nossa saúde emocional?


Vamos analisar alguns aspectos relacionados ao cotidiano para chegar às respostas.


Dica: veja todos os pontos e avalie o quanto eles estão presentes em sua rotina.


Junto a cada assunto você encontra orientações para aprender a romper com os padrões prejudiciais.



A constante preocupação com o futuro pode ser efeito da procrastinação?


Procrastinar — ou seja, deixar as responsabilidades para depois, adiar o hoje para amanhã — pode parecer uma boa opção na hora que a ideia surge.


Afinal, por que não protelar o estresse?


A questão é que aquele compromisso não desaparece, só porque o evitamos por um tempo.


E quanto menor o prazo que temos para nos desvencilhar, mais assustador ele parece.


Procrastinação também leva a acúmulos de coisas a fazer, com péssima gerência sobre o tempo.


Que a exagerada preocupação com o futuro surja como resultado desse hábito, já é, portanto, de se esperar.


Na ausência de ação, os pensamentos têm oportunidade de criarem perspectivas tenebrosas.


Enquanto tudo está em nossa cabeça, quaisquer desfechos — especialmente os mais catastróficos — parecem possíveis.



Como se livrar da procrastinação?

É característico da preocupação com o futuro ignorar o que pode ser realizado no presente.


Como o próprio verbo deixa claro, se “pré/ocupar” é um mero exercício de imaginação de atitudes — e não um ato concreto.


Esse é também o impasse da procrastinação: delega a uma fantasia do “depois” aquilo está ao alcance no momento.


Se você enxerga esse padrão de comportamento como um dos grandes responsáveis pelos seus pensamentos pessimistas, confira os textos Dicas para evitar a procrastinação e Por que procrastinamos? 4 principais motivos da procrastinação.


Com esse conteúdo, você aprenderá técnicas para vencer os impulsos de se render à inércia.



Preocupação com o futuro é um sintoma de ansiedade?


Na verdade, ansiedade e preocupação com o futuro são praticamente sinônimos.


Basta você lembrar de situações nas quais ficou ansioso para constatar essa íntima relação.


Por exemplo, antes da entrega de um trabalho. Quantas antecipações sobre os resultados lhe ocorrem? Quantas conjecturas sobre a avaliação passam por seus pensamentos?


Se você se sente inseguro quanto à qualidade do que irá apresentar, suas projeções tendem a alimentar a aflição.


Ou seja, você encara o futuro como uma ameaça — à sua imagem, estabilidade e autopreservação.



Como lidar com a ansiedade sobre o futuro?


Lógico, essa preocupação com o futuro pode ser muito útil — desde que ela sirva para apontar ajustes objetivos.


Mas, quando ela se transforma num turbilhão de raciocínios desconexos, sua única possibilidade é tornar o problema cada vez maior e mais inadministrável.


Inclusive, a expressão síndrome do pensamento acelerado (SDA) — que se refere a uma espécie de “vício em pensar” — é utilizada para descrever um dos indícios da ansiedade.


Dê uma olhada no texto Síndrome do pensamento acelerado (SDA): será que você sofre desse mal? e veja se você se identifica com a condição.


O artigo também apresenta 4 estratégias para reduzir a ansiedade, para que você adquira maior controle sobre os pensamentos.



Autoestima pode interferir na preocupação com o futuro?

A autoestima é um dos pilares da saúde mental.


Se você tem uma visão de si que inspira autoconfiança e assertividade, suas expectativas de futuro refletem essa imagem.


Isso porque as pessoas com autoestima elevada têm noção e acreditam em suas capacidades adaptativas.


Os desafios das incertezas atingem a todos. Mas aqueles com melhor autoconceito não se sentem impotentes frente ao medo.


Também sofrem e têm receios. Porém, reconhecem seu poder de resiliência e se dedicam à superação de adversidades — num processo de constante autodesenvolvimento.



Como melhorar a autoestima?


Para aprender técnicas que estimulam o fortalecimento da autoestima, sugerimos a leitura destes textos:



A desorganização pode aumentar a preocupação com o futuro?


Nos preocupamos com assuntos pendentes, com necessidades futuras e ações que precisam ser viabilizadas.


Para quem tem um perfil desorganizado, chegar a essas soluções pode ser um caminho árduo — pois pouca coisa parece estar sob controle.


Há muita mistura entre o que deveria ser “jogado fora” e o que representa prioridade.


E, obviamente, a desorganização não se restringe aos espaços. Ela pode invadir nossas ideias, boicotar nossas escolhas, prejudicar nossas finanças e gerar verdadeiro caos em nossa gerência de tempo.


Se tudo traduz uma bagunça, o futuro também se anuncia desordenado — e, portanto, duvidoso.


Logo, a preocupação encontra terreno fértil em meio ao cenário caótico.



Como vencer a desorganização?

Em vez de alimentar a preocupação com o futuro — enquanto contempla, inerte, sua bagunça no presente — que tal transformar o momento em ação efetiva?


Acha complicado, pois sua desorganização soa incontornável?


Então experimente o método descrito no post Desorganização: estratégias para se livrar da bagunça sem se estressar.


O texto propõe um passo a passo (bem prático e realista) que você pode adotar imediatamente após a leitura.



Para saber mais


Se você tem dúvidas sobre o que sua preocupação significa — se pode ser sintoma ou causa de algum transtorno emocional — deixe suas perguntas no campo dos comentários.


Também sugerimos a leitura do texto “Preocupação com o futuro: quais as melhores maneiras de se lidar?”, disponível aqui no blog.


Em nossas redes sociais (Facebook e Instagram) você encontra outras dicas para cuidar de sua saúde mental. Acompanhe nossos conteúdos por lá!


#Psicóloga #VilaMariana #Psicóloga #Preocupação #Futuro #Psicoterapia #ClínicaDePsicologia

13 visualizações

Rua Domingos de Morais, 2781, conj. 310

04035-001, Vila Mariana, São Paulo, SP

Ao lado da estação metrô Santa Cruz

Estacionamento gratuito no local

whatsapp-512.png
  • icone_facebook
  • icone_instagram

© 2019 | site da Clínica de Psicologia Nodari.