Por que ter um hobby é importante para a minha saúde mental



A ideia de ter um hobby pode, num primeiro momento, lhe soar algo frívolo. Coisa de quem tem tempo — e dinheiro — de sobra.


No ritmo frenético que vivemos, sobrecarregados por obrigações profissionais e pessoais, assumimos o adjetivo “ocupado” como sinônimo de produtividade. E sucesso.


Mas tome cuidado com essa compreensão! Na prática, pessoas que não resguardam momentos para o lazer são propensas a enfrentar os efeitos incapacitantes do estresse.


Ou seja, longe de representar uma perda de tempo, as “horas de respiro” são essenciais para a excelência do desempenho.


Não é à toa que pessoas bem-sucedidas, cuja rotina imaginamos extremamente atribulada, costumam ser aquelas mais afeitas aos hobbies.


Adotar um passatempo equivale a uma verdadeira higiene mental! Renova nossa disposição, aguça a criatividade e favorece decisões assertivas.


Ainda não está convencido? Então confira 6 bons motivos para rever seus conceitos e procurar por um hobby para chamar de seu.


1. Ter um hobby exercita seu cérebro


Nosso cotidiano pode ser bastante repetitivo em termos de habilidades que precisamos demonstrar.


Dependendo de seu tipo de trabalho, por exemplo, você estará envolvido com certas áreas do conhecimento, negligenciando o desenvolvimento de outras capacidades.


Ao escolher um hobby, você pode privilegiar atividades que sejam complementares àquelas que executa diariamente.


Ou seja, caso você tenha um emprego que requer muito raciocínio matemático, considere optar por um passatempo que estimule seu lado criativo. Se passa muitas horas sozinho, busque atividades que pressupõem interações sociais.


É um modo de transformar seu tempo livre numa experiência de ruptura do trivial, “desenferrujando” áreas do cérebro, pouco requisitadas em seus processos rotineiros.


2. Hobbies favorecem a criatividade


Quando nos sentimos estagnados durante a execução de uma atividade, sabemos que uma boa tática para revigorar o ânimo é dar uma pausa.


Vale tirar uns minutinhos para um café, fazer uma caminhada, alongamentos…


Depois, voltamos ao trabalho com mais disposição e com as ideias “arejadas”.


O efeito de adotar um hobby segue essa premissa. Porém, com resultados exponenciais.


Ao interrompemos nossos processos habituais, abrimos espaço a experimentações, que instigam diferentes perspectivas.


Enriquecemos nosso repertório de referências, ampliando o campo de visão.


Por consequência, alimentamos nossa capacidade de resolver problemas, de forma inovadora.


Como um hobby pressupõe diversão, agimos de modo mais espontâneo, livre de obsessões com certezas e resultados perfeccionistas.


Nos encorajamos ao aprendizado a partir da tentativa e erro — afinal, com um passatempo, assumimos nosso lado amador.


E é essa, precisamente, a essência da criatividade: o ensaio despretensioso.


Em resumo: se você quer “pensar fora da caixa”, precisa levar seu raciocínio para passear!


3. Hobbies estimulam a autoestima e autoconfiança


Por meio de atividade recreativas, podemos descobrir talentos insuspeitos. Ou, talvez, adormecidos.


Aquela habilidade incrível — que ficou esquecida por não representar uma fonte de renda confiável, a ponto de se tornar uma profissão — pode ganhar uma nova chance, ao ser admitida como hobby.


Dar voz a um dom traz resultados espetaculares à autopercepção. Concluímos que somos capazes de muito mais do que estamos acostumados a supor.


Aquilo que executamos com prazer, com intuito único de agradar a nossa própria satisfação, acaba se transformando num desafio revigorante. Observamos nosso progresso, com orgulho das realizações que alcançamos.


Assim, um hobby é, ao mesmo tempo, uma expressão de autocuidado e uma proposta de constante superação.


4. Manter um hobby amplia as possibilidades de vida social


Você pode optar por um passatempo que, necessariamente, implique em atividades coletivas. Jogar futebol, fazer aulas de teatro ou dança, por exemplo.


Nessas circunstâncias, interagir e conhecer pessoas novas é, praticamente, uma certeza.


Contudo, essa não é a única forma como um hobby pode incrementar seu círculo de amizades.


Interesses em comum aproximam pessoas por meio das redes sociais e eventos da área — sem o risco de faltar assunto!


Quem sofre com timidez ou fobia social, por exemplo, encontra nos hobbies um caminho mais agradável para vencer obstáculos da comunicação interpessoal.


5. Ocupar o tempo livre com uma atividade prazerosa reduz o estresse


Mudar o foco, depositando atenção em práticas que proporcionam bem-estar, produz efeito relaxante.


É interessante investir num hobby que não tenha conexões com a área na qual trabalhamos ou dedicamos muita atenção.


Assim, conseguimos nos distanciar das preocupações e dos típicos pensamentos acelerados, que nos deixam mal-humorados, insones e ansiosos.


6. Hobbies evitam maus hábitos


Em busca de sensações de prazer, não raro adotamos comportamentos nocivos à nossa saúde física e mental.


Vícios — em compras, em álcool, em internet… — são exemplos desse tipo de fuga.


Afinal, queremos nos sentir bem, relaxados, recompensados pela rotina árdua que enfrentamos.


Um hobby é uma alternativa mais sensata a esse impulso. Além disso, os efeitos positivos são muito mais duradouros.


Outro problema que se vê reduzido com a adoção de um passatempo é a tendência à procrastinação.


Dar objetivo prazeroso ao tempo livre evita que horas sejam desperdiçadas em estratégias de adiamentos — que acabam “pesando” na consciência, resultando em sentimentos de culpa.


Não importa o tipo de hobby que escolher: atividades esportivas, intelectuais, criativas, trabalhos manuais… O que é realmente crucial é que você o encare como um compromisso, mantendo a periodicidade de sua prática.


Os benefícios em sua qualidade de vida logo irão se multiplicar!


Gostou do artigo? Então continue acompanhando as publicações de nosso blog! #Psicologia #VilaMariana #Psicóloga #SaúdeMental #Hobby #ClínicaDePsicologia #TerapiaCognitivoComportamental

15 visualizações

Rua Domingos de Morais, 2781, conj. 310

04035-001, Vila Mariana, São Paulo, SP

Ao lado da estação metrô Santa Cruz

Estacionamento gratuito no local

whatsapp-512.png
  • icone_facebook
  • icone_instagram

© 2019 | site da Clínica de Psicologia Nodari.