Psiquiatra ou psicólogo? Entenda a diferença entre eles e quando procurar cada um



Quando você sente algum desconforto ou mau estar físico, logo procura um médico especialista no assunto, certo? Por isso, nada mais natural do que procurar por um profissional da saúde também quando as coisas não vão bem com sua saúde mental. Mas, nesses momentos, pode surgir a dúvida: “devo procurar um psicólogo ou psiquiatra”?


Leia também: Até 2020, a depressão será a doença mais incapacitante do mundo, diz OMS


Se esse é o seu caso, não se preocupe. Na verdade, essa dúvida é bastante comum entre as pessoas. Apesar de ambos serem profissionais habilitados para tratar da mente humana, psiquiatra e psicólogo são especialistas diferentes.


Se você está passando por um problema relacionado à saúde mental ou emocional e está se perguntando qual profissional escolher, continue a leitura! Até o fim deste artigo você entenderá a diferença e terá as informações necessárias para tomar sua decisão.


Psiquiatra


Esses profissionais são formados em medicina, com 6 anos de faculdade e mais 3 anos de residência em psiquiatria. Seu foco é estudar a parte orgânica dos transtornos mentais, ou seja, como as alterações no cérebro podem desencadear essas doenças e o que fazer para tratá-las. Desta forma, podem fazer o diagnóstico de doenças psiquiátricas, receitar medicação, tratar, promover a cura e/ou proporcionar mais qualidade de vida do indivíduo.


Eles são os únicos que podem receitar medicação, mas isso não exclui a importância da conversa para o diagnóstico correto. Psiquiatras tratam pessoas que tenham algum tipo de transtorno, mas não necessariamente precisam de remédio para o tratamento.


Psiquiatras também podem fazer psicoterapia com os pacientes para ajudá-los a lidar com suas questões, desde que façam especialização para isso. Se seus sintomas estão atrapalhando seu rendimento no trabalho ou na relação social, procure tanto o psiquiatra quanto o psicólogo, pois ambos poderão te orientar sobre o que fazer.


Segundo um estudo realizado pelo Instituto Nacional de Saúde Mental dos Estados Unidos, os transtornos psiquiátricos mais comuns são:

  • Transtornos do Humor: depressão, distimia,

  • Transtorno afetivo : Bipolaridade e ciclotimia.

  • Transtornos de Ansiedade: síndrome do pânico, transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), transtorno de estresse pós-traumático, ansiedade generalizada, fobia social, agorafobia e outras fobias específicas;

  • Transtornos de Alimentação; Anorexia, bulimina, compulsão alimentar...

  • Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade;

  • Esquizofrenia;

  • Doença de Alzheimer;

  • Autismo.


Psicólogo


Já o psicólogo tem uma formação acadêmica diferente. Este profissional tem que se graduar em Psicologia, um curso com duração de 5 anos, e pode fazer especialização depois de formado para atuar com uma abordagem específica ou na área que deseja. De modo geral, sua possibilidade de atuação é muito vasta, permitindo que atue desde em consultório, hospitais, passando por Recursos Humanos, até a área educacional, por exemplo.


A atuação de psicólogos utiliza técnicas para analisar o comportamento humano, seja de pessoas com transtorno mental ou sem, auxiliando nos problemas emocionais, comportamentais ou emocionais. O objetivo do psicólogo é promover a melhora do paciente a partir de suas próprias reflexões sobre suas emoções e comportamentos.


Leia também: Como trabalha um psicólogo cognitivo-comportamental?


Profissionais complementares


Saiba que, de maneira geral, psicólogos e psiquiatras trabalham juntos, de maneira complementar no desenvolvimento humano. Esse trabalho em conjunto pode ser fundamental para oferecer ajuda de verdade àqueles que estão sofrendo de alguma desordem psíquica. Para a melhora significativa na maior parte dos transtornos psiquiátricos, o tratamento envolve medicação, psicoterapia e exercício físico.


Um paciente que sofra de transtorno de ansiedade, por exemplo, pode precisar do suporte de um psiquiatra, mas é indispensável a psicoterapia feita com psicólogo para potencializar e acelerar a resposta do indivíduo ao tratamento.


Se você sofre com problemas psicológicos ou emocionais, o mais importante não é saber exatamente qual profissional procurar! Ambos vão poder te orientar e, se for o caso, recomendar a visita ao outro especialista para complementar o tratamento. Acontece que a psicologia e a psiquiatria são áreas que se apoiam e trabalham juntas!


Leia também: Nomofobia: quais os sintomas da dependência digital


Chegamos ao final de mais um conteúdo. Agora você já sabe com detalhes a diferença entre a atuação de psiquiatras e psicólogos. Compartilhe com seus amigos essa informação valiosa e cuide da sua saúde!


#Psicologia #Psicóloga #VilaMariana #Psiquiatra #Psicólogo

35 visualizações

Rua Domingos de Morais, 2781, conj. 310

04035-001, Vila Mariana, São Paulo, SP

Ao lado da estação metrô Santa Cruz

Estacionamento gratuito no local

whatsapp-512.png
  • icone_facebook
  • icone_instagram

© 2019 | site da Clínica de Psicologia Nodari.