Resiliência: o que é e como pode nos ajudar no dia a dia

Atualizado: 5 de Ago de 2019



A resiliência é característica determinante para o nosso aprimoramento e desenvolvimento pessoal. Por isso, trabalhar no sentido de ampliá-la é uma ótima maneira para alcançarmos objetivos e nos sentirmos bem em nossa vida.


Mas você sabe o que é ser resiliente? Confira a seguir um pouco mais sobre a resiliência e como ela nos ajuda no dia a dia.


Mas o que é resiliência afinal


“Elasticidade que faz com que certos corpos deformados voltem à sua forma original”. Este é o primeiro significado da palavra resiliência no dicionário Michaelis, e é relativo à física e a suas leis naturais.


Mas um outro conceito associado ao termo e adotado em um sentido figurado aparece no mesmo livro: “capacidade de rápida adaptação ou recuperação.” É o mais próximo do que utilizamos para abordar essa capacidade na esfera da psicologia.


Consideramos a existência de uma resiliência psicológica que se caracteriza pela habilidade de um indivíduo de recuperar-se emocionalmente diante de alguma frustração.


O ponto extremamente positivo dessa habilidade, é que é passível de ser desenvolvida a qualquer momento e ocorre a partir de uma série de aprendizados que temos ao longo de nossa vida.


Inclusive, quanto mais cedo começamos a treiná-la, melhor. Desde a infância podemos e devemos trabalhar para lidar com as dificuldades sem que elas sejam identificadas como problemas sem solução.


Portanto, se você acredita que precisa se tornar mais resiliente, tenha em mente que já está apto para tal, basta treinar de forma contínua.


Um exemplo do que é ser resiliente


Para compreendermos o que é ser resiliente, vale citar uma figura extremamente importante, um dos responsáveis pelo uso do termo resiliência como a utilizamos no presente momento.


Vitor Frankl. Ele foi um psiquiatra que sobreviveu ao campo de concentração de Auschwitz, durante a Segunda Guerra Mundial. A partir desta experiência traumática conseguiu estudar o comportamento humano, inclusive o seu próprio, e deixar um legado para as gerações seguintes de estudiosos da psicologia.


Hoje, portanto, se sabemos que é possível nos tornarmos mais resilientes é, em grande medida, porque conhecemos os resultados dos aprendizados desse pesquisador. Um exemplo de alguém que não se deixou abater pelas dificuldades e as enfrentou resilientemente.


Enfim, olhando para esse exemplo, identificamos que ser resiliente é assumir uma postura ativa diante de problemas, independente do tamanho destes, e transformá-los em material para o aprimoramento pessoal.


Características de pessoas resilientes


A seguir mostramos algumas características associadas a indivíduos com bons níveis de resiliência psicológica:


• adaptabilidade a mudanças;

• flexibilidade para lidar com situações diversificadas;

• capacidade para agir sobre pressão;

• identificação de seus próprios pontos fracos e fortes;

• visão realística de si mesma;

• evita lamentar-se sobre eventos do passado;

• considera os erros e os fracassos como oportunidades de crescimento;

• consegue perceber seus limites e trabalhar racionalmente para superá-los;

• possui autocontrole emocional;

• mantém relacionamentos saudáveis e consegue pedir e oferecer ajuda.


Vale lembrar ainda que ser resiliente não significa ser indiferente às dificuldades que surgem, mas sim encará-las como uma etapa do desenvolvimento pessoal que promove benefícios e não fracassos.


Como tornar-se mais resiliente?


Uma vez que a resiliência pode ser ampliada por meio das várias experiências que ocorrem em nossa vida, existem estratégias utilizadas para aumentá-la. Abaixo citamos algumas:


• assumir uma postura ativa e responsável diante de problemas;

• manter-se focado em objetivos;

• priorizar pensamentos positivos;

• trabalhar para aumentar a inteligência emocional;

• olhar para as situações com perspectivas distintas;

• buscar conhecer mais sobre si mesmo;

• descobrir os próprios limites;

• adquirir um propósito maior de vida.


Além do indicado acima, é também ideal atuarmos de maneira participativa na sociedade. Construindo e mantendo relacionamentos pautados na empatia e na flexibilidade de pensamentos e ideias. Consequentemente, nos tornaremos mais resilientes.


Benefícios adquiridos com o aumento da resiliência


O principal benefício que um comportamento resiliente pode propiciar é a conquista de sonhos e o sentimento de auto realização obtido como consequência. Mas além disso, cada técnica utilizada para desenvolver a resiliência é reforçada e ampliada ainda mais.


Portanto, o ganho dessa capacidade psicológica aumenta as habilidades de adaptação, flexibilidade, empatia, autocontrole, concentração, otimismo, etc. Tudo isso permite uma melhor participação nos grupos sociais e na realização de atividades do dia a dia.


É possível desenvolver a resiliência a qualquer momento. Se você quer se tornar mais resiliente, coloque em prática algumas das estratégias acima indicadas, peça ajuda aos amigos e familiares e busque suporte profissional.


Saiba que essa decisão irá mudar toda a sua vida a partir do momento em que for tomada. E a partir de então, seus problemas serão passíveis de serem solucionados e, mais do que isso, serão aprendizados!


Se você gostou desse post, compartilhe-o com seus amigos e mostre a eles como a resiliência pode melhorar a qualidade de vida de todos!


#PsicólogaVilaMariana #Psicologia #Resiliência

39 visualizações

Rua Domingos de Morais, 2781, conj. 310

04035-001, Vila Mariana, São Paulo, SP

Ao lado da estação metrô Santa Cruz

Estacionamento gratuito no local

whatsapp-512.png
  • icone_facebook
  • icone_instagram

© 2019 | site da Clínica de Psicologia Nodari.