Tudo ou nada? Compreenda sobre os riscos ao adotar comportamentos extremos


Na terapia cognitivo-comportamental (TCC) comumente tratamos as distorções cognitivas, são comportamentos comuns e estamos propensos a seguir em maior ou menor grau. No campo das distorções cognitivas, há o pensamento ‘tudo ou nada’.


Esse modelo de pensamento tudo ou nada, também costuma ser tratado como: pensamento dicotômico, pensamento absolutista, ‘preto ou branco’ ou polarizado. O psiquiatra americano, Aaron Beck e o psicólogo americano Albert Ellis, foram os primeiros a explorar o campo das distorções cognitivas, apresentando, dentre elas, o pensamento tudo ou nada.


O padrão de pensamento dicotômico tem relação com os julgamentos que uma pessoa faz sobre si mesma, sobre as próprias experiências ou de outras pessoas, sempre colocando esses julgamentos em apenas duas categorias, tais como: completamente mau ou muito bom; fracasso ou sucesso; repleto de defeitos ou perfeito, etc. 


Não há um meio-termo, são dadas sentenças categóricas sobre si e o outro e, claro, esse modelo de pensamento pode levar a comportamentos extremos sem bases racionais para qualquer análise.


Leia também: Quando a ansiedade precisa ser tratada.


Esse padrão de pensamento distorcido pode agravar episódios de depressão e prejudicar os relacionamentos em todos os âmbitos, por isso, se torna tão importante tratar sobre esse tema, esclarecendo sobre o que é esse pensamento tudo ou nada, quais as suas principais características e como a terapia cognitivo-comportamental pode ajudar no processo de desconstrução desse modelo de pensar.


Pensamento desequilibrado e suas consequências à saúde física e mental


Pessoas que assumem esse modelo de pensamento distorcido sobre a própria realidade, tendem a enfatizar aquilo que não está bom em suas vidas, ou seja, o aspecto negativo. Geralmente, essas pessoas utilizam em seu cotidiano frases como “nada comigo dá certo”, “as pessoas sempre se aproveitam de mim”, “nunca consigo nada”, entre outras.


Essas distorções cognitivas interferem na qualidade de vida de uma maneira que não dá para perceber facilmente. Geralmente afirmam que têm uma postura ‘8 ou 80’ e por pensarem de maneira absolutista, costumam , na maioria das vezes, tender a comportamentos precipitados, que podem influenciar diversas áreas de suas vidas.


O pensamento tudo ou nada pode influenciar negativamente a saúde, podendo ser precursor dos transtornos alimentares, por exemplo. A pessoa que possui o comportamento absolutista tende a desenvolver a compulsão alimentar, ora come por impulso e sem conseguir estabelecer limites, ora elimina completamente os alimentos da rotina e passa a sentir extrema fraqueza e fadiga.


Confira: Comportamentos autodestrutivos X Depressão.


Não consegue estabelecer limites e equilíbrio na vida, o que inclui rotina profissional e cuidados básicos com a saúde e alimentação. 


Quando esses pensamentos absolutistas são adotados, a pessoa costuma assumir uma postura não saudável nos seus relacionamentos. Além disso, não consegue analisar racionalmente as próprias condutas, o que dificulta o processo da mudança comportamental.


Como a TCC pode ajudar a mudar distorções como o pensamento ‘tudo ou nada’?


Aos poucos, ao longo da vida, essas distorções cognitivas vão se tornando parte do modelo de pensamento da pessoa e não é algo fácil de se desvencilhar. 


A terapia cognitivo-comportamental unida ao esforço diário do paciente pode eliminar grande parte dessas distorções, ajudando, principalmente, na identificação desses pensamentos automáticos.


O psiquiatra britânico John Bowlby e outros especialistas da área comportamental, observaram que existe a necessidade de que os seres humanos desenvolvam esquemas para conseguirem lidar de maneira saudável e equilibrada mentalmente com as inúmeras informações com as quais se depararam em seu cotidiano.


Mas para desenvolver esses esquemas, muitas vezes, é necessário ajuda especializada. Quando existe essa distorção do pensamento ‘tudo ou nada’, normalmente, a pessoa tem experienciado dificuldades e encontrado obstáculos em si mesma para superá-las.


Mudar esse pensamento dicotômico implica na postura do paciente de assumir uma nova visão sobre a própria vivência, sobre o seu comportamento atual e o que pode mudar prontamente.


As sessões de psicoterapia estruturadas atuam no auxílio da resolução dos problemas presentes do paciente. O papel da TCC é ajudar a pessoa a desenvolver habilidades para a solução de problemas e para a mudança do padrão de comportamento e pensamento. Esse é um benefício que fará parte do decorrer de sua vivência, garantindo o seu bem-estar emocional.




579 visualizações

Rua Domingos de Morais, 2781, conj. 310

04035-001, Vila Mariana, São Paulo, SP

Ao lado da estação metrô Santa Cruz

Estacionamento gratuito no local

whatsapp-512.png
  • icone_facebook
  • icone_instagram

© 2019 | site da Clínica de Psicologia Nodari.